quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Comic-Con bate novo recorde com 130 mil pessoas

É a parada do orgulho nerd. Nos últimos cinco dias, a ensolarada cidade de San Diego, na Califórnia, viu dezenas de milhares de fãs de gibis de super-heróis, videogames e seriados tirando as fantasias de seus personagens favoritos do armário para desfilarem soberanos pelas ruas de Downtown e corredores do gigantesco centro de convenções que todo ano, desde 1991, sedia a tradicional San Diego Comic-Con.

Com recorde de cerca de 130 mil pessoas nesta edição, o evento é o maior do gênero no mundo e vem atraindo cada vez mais a atenção das grandes corporações do mundo do entrenimento. De Hollywood aos fabricantes de brinquedos e games japoneses, todos querem uma fatia do bolso do público nerd (não mais necessariamente o arquetípico jovem devorador de livros de ficção-científica, fora de forma e sem vida social que a mesma Hollywood acabou por cristalizar). Impulsionados por sucessos de bilheteria de filmes baseados em franquias de HQs ou nas séries antigas de televisão, os estúdios passaram a investir na Comic-Con como o melhor termômetro para testar a receptividade a seus novos lançamentos. Neste ano, os freqüentadores do evento - sempre ávidos por quaisquer pontas de informação sobre suas franquias prediletas - fizeram filas enormes para conferir em primeiríssima mão cenas inéditas de filmes como "Watchmen", aguardada adaptação da HQ cult de Alan Moore e Dave Gibbons, "Wolverine" e "The clone wars", a nova animação do universo de "Star wars" prevista para estrear no final de agosto.


Deixando de lado o clima de segredo que geralmente ronda produções desse porte, na Comic-Con, o fã é brindado com exibições e informações exclusivas, de materiais muitas vezes inacabados, como foi o caso dos segmentos dos novos filmes da Disney/Pixar, "Bolt" e o promissor "Up", que só deve chegar aos cinemas em março de 2009.

Se fantasiar de "Brokeback mountain",ninguém quer,né...

0 pessoas enfiaram o pé na jaka...: